Teve até bolo na comemoração de três anos da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Santa Marta, que aconteceu na última segunda-feira.

O evento teve ainda uma apresentação de Caratê com os jovens do projeto Rio 2016 e distribuição de presentes.

Moradora do Santa Marta há apenas três anos, Valdenize Ricardo deixou a Favela da Rocinha, quando ainda não estava pacificada, em busca de tranquilidade. E foi para a comunidade de Botafogo, onde o projeto de pacificação já era uma realidade, com o objetivo de dar para as duas filhas, de 3 e 9 anos, uma vida diferente.

– Vim morar no Dona Marta para encontrar pcem jovens e crianças da Oaz para a minha família e acesso à cidadania. E foi a melhor coisa que fiz, porque minhas filhas podem aprender, por exemplo, como tocar instrumentos clássicos. A Sofia toca violino hoje e tenho orgulho disso. O instrumento pode virar sua ferramenta de trabalho, sua ferramenta para crescer na vida – disse emocionada Valdenize, que trabalha como doméstica.

A festa de três anos da UPP Santa Marta também contou com a presença de moradores do asfalto. Maria de Lourdes Figueira é vizinha do Santa Marta, mas nunca tinha subido a comunidade. Morando no bairro há mais de 50 anos ela destaca a tranquilidade, a segurança e o crescimento do bairro como os principais benefícios da pacificação.

– Vim assistir à linda orquestra de crianças das comunidades pacificadas. Essa festa de três anos não é apenas do morro, mas também de nós, moradores do bairro de Botafogo, do asfalto, que também se beneficiou. Acho esse modelo de polícia ótimo, deixa todo mundo em paz. Vivemos mais tranquilos com certeza – contou.

Depois da festa foi a vez de distribuir brinquedos e participar de atividades culturais, num evento promovido pelo Consulado Geral dos Estados Unidos. Teve oficina de desenho do Daniel Azulay e uma distribuição de brinquedos feita pelos fuzileiros navais dos Estados Unidos. A ação social faz parte da campanha Toys for Tots (brinquedos para pequenos), realizada pelo Corpo de Fuzileiros americano, desde 1947.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui